The bare necessities

Muitas mães pensam em parar ou diminuir o ritmo, depois que os filhos nascem e esse fenômeno tem ocupado a mídia nos últimos tempos, especialmente após o lançamento do bestseller “Lean In: Women, Work, and the Will to Lead“, onde Sheryl Sandberg, a hoje famosa COO do Facebook (cargo que na hierarquia da empresa fica abaixo apenas do CEO, o Mark), defende que sim, dá para ser boa profissional e boa mãe. E mais, também podemos ser líderes e ter uma postura mais masculina no trabalho, especialmente para negociar melhores condições e salários.

Na lista das 100 mulheres mais poderosas e influentes da Revista Forbes deste ano, na qual Sheryl figura em nono lugar, há 14 que possuem menos de 45 anos e entre essas 14 mais jovens a revista aponta que há duas qualidades comuns: a resiliência e o desejo de melhorar o mundo. Filhos acentuam essas características, concordam? Eu sim.

Particularmente entendo que dar um freada na vida profissional pode ser muito positivo, especialmente nos primeiros anos, quando as coisas acontecem de forma tão rápida e é tão legal “estar lá”. Explico: “estar lá” para ouvir as primeiras palavras, “estar lá” para ver ele experimentar os primeiros sabores nas primeiras papinhas,  “estar lá” para ver os primeiros passos, enfim “estar lá” sempre que ele precisar. Mas – sobretudo – acho que mães que escolhem estar sempre lá devem principalmente estar bem resolvidas e felizes nesta escolha. Assim como também as que não se realizam desta forma devem ser felizes com a escolha delas. O respeito, nem precisa dizer, deve ser recíproco.

Nenhuma das escolhas é fácil, ficar em casa na minha opinião é a mais difícil (por isso eu trabalho! rsrs). Mas,  naturalmente, lamento muito quando não estou presente em algum desses acontecimentos incríveis (sim, porque a primeira vez de um filho em cada uma de suas pequenas conquistas é um dos acontecimentos mais incríveis do mundo). Tudo são escolhas e realmente não são fáceis.

O importante é que você seja feliz com as suas escolhas. Elas definem o que você é e a sua felicidade. Se você optou por continuar trabalhando – assim como eu – não esqueça que após a maternidade características femininas como a habilidade de executar várias tarefas de forma concomitante e gerenciar/otimizar o tempo só aumentam e há pesquisas que consideram inclusive que estas são vantagens adquiridas com a maternidade. Ou seja, há uma nova e melhor profissional no mercado de trabalho: você!

Nunca esqueça que assim como o mais importante para você é que seu filho esteja feliz, o mais importante para o seu filho é que você esteja feliz. A tendência da criança é achar que se há alguma coisa lhe deixando triste ou aflita, a culpa é dela. Por isso cuide de sua felicidade, isso reflete diretamente na felicidade de seus filhos e de sua família.

Não lamente ou super valorize suas ausências, isso só serve para você se sentir mal e culpada (o que é fácil e comum às mães, já repeti várias vezes neste blog a famosa frase “nasce a mãe, nasce a culpa”), também não há fórmula mágica, estaremos eternamente divididas. Relaxe. Quaisquer que sejam nossas escolhas, dificilmente encontraremos a situação ideal. Por isso, um bom começo é estar feliz com as nossas escolhas e focar nas coisas que são essenciais para nós. Ter ciência de qualquer escolha que a gente fizer vai ter seus prós e seus contras, mas que nossas escolhas devem ser baseadas não apenas no que é melhor “para o senso comum”, mas naquilo que é melhor para a gente, o que é pessoal e  individual.

Geralmente quando nos tornamos mães, qualquer tipo  de individualidade remete ao egoísmo e é mal vista. Muitas vezes esquecemos a importância de buscar aquilo que vai nos fazer feliz. É claro que a felicidade de nossos pequenos é a nossa felicidade, mas não podemos brincar com a felicidade e nem deixar o que nos realiza de lado, pois a pior coisa que pode acontecer para uma criança é conviver com pais infelizes e não realizados. A principal e mais corajosa escolha já foi feita quando você decidiu ter filhos: você sabia que as coisas iriam mudar, que a “dinâmica familiar” iria mudar. O que você talvez não soubesse em sua inteira dimensão é o quanto tudo ficaria tão melhor e também o real  tamanho da força e do poder do amor que quanto mais se divide, mais se multiplica! Então não perca tempo, vá já ser feliz! Comece por procurando por suas “bare necessities”.

“I’ll tell you something true: the bare necessities of life will come to you” 

Beijo!

 

Look for the bare necessities The simple bare necessities Forget about your worries and your strive I mean the bare necessities Old Mother Nature’s recipes That brings the bare necessities of life Wherever I wander, wherever I roam I couldn’t be fonder of my big home The bees are buzzin’ in the tree To make some honey just for me When you look under the rocks and plants And take a glance at the fancy ants Then maybe try a few The bare necessities of life will come to you They’ll come to you! Look for the bare necessities The simple bare necessities Forget about your worries and your strife I mean the bare necessities That’s why a bear can rest at ease With just the bare necessities of life Now when you pick a pawpaw Or a prickly pear And you prick a raw paw Next time beware Don’t pick the prickly pear by the paw When you pick a pear Try to use the claw But you don’t need to use the claw When you pick a pear of the big pawpaw Have I given you a clue ? The bare necessities of life will come to you They’ll come to you! So just try and relax, yeah cool it Fall apart in my backyard ‘Cause let me tell you something little britches If you act like that bee acts, uh uh You’re working too hard And don’t spend your time lookin’ around For something you want that can’t be found When you find out you can live without it And go along not thinkin’ about it I’ll tell you something true The bare necessities of life will come to you

Deixe um comentário

Arquivado em Crescimento (dos pais!), Família

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s