Arquivo do mês: junho 2013

How to Be a Considerate Mom – An Example from My Inbox

Gostei muito deste ‘post’ sobre como esclarecer as coisas e criar algumas regras ajuda no convívio entre as crianças e – também – entre os pais dessas crianças.

Muitas vezes podemos discordar da forma como os pais do coleguinha do nosso filho educam o seu filho, mas se os nossos filhos e os deles vão conviver fora da escola, é legal que fique tudo claro e assim, haja respeito às “regras” que cada pai criou para sua criança.

Muito melhor do que simplesmente deixar de conviver com quem tem uma educação diferente, é ensinar desde cedo que não há problema no convívio, desde que haja respeito. Diferenças devem somar e não excluir. Ensinar isso aos nossos filhos faz parte da educação!

O texto é ótimo! #ficadica

How to Be a Considerate Mom – An Example from My Inbox.

Convívio praticamente adulto! Rsrs

Convívio praticamente adulto! Rsrs

Deixe um comentário

Arquivado em Amiguinhos, Educação

De protesto e de música

Não tenho ido às ruas, mas estou em casa cuidando do futuro do Brasil (o Pedro)! Porém, acho que essa onda de protestos não pode passar despercebida pelos nossos filhos, mesmo os pequeninos.

Por isso tenho uma dica ótima de música de protesto infantil : Os Saltimbancos!

Se você nasceu nos anos 70 como eu já deve ter ouvido certo, se nunca ouviu vai ouvir e vai adorar!

Como já havia falado aqui, os Satimbancos é um musical do Ave Chico Buarque, que você certamente tem em LP em algum lugar de sua casa ou de seu coração. Reza a lenda que Ele, exilado na Itália, viu o musical infantil com letras de Sergio Bardotti e música de Luis Enríquez Bacalov e resolveu fazer sua versão em português, colocando algumas músicas a mais e mais um muito de sua genialidade. Isso não foi eu que disse, mas o próprio Bardotti, neste documentário fantástico:

O musical dos italianos, adaptado por Chico, teve – como sói poderia ser – um resultado felicíssimo e até hoje é sucesso certo com a criançada (e a adultada).

Naquela época protestar era mais perigoso. Bem ou mal evoluímos com a democracia (eu gosto de acreditar que sim!). Mas uma coisa é pacífica: as músicas de protesto eram infinitamente melhores antes (ou você quer me dizer que adorou aquela música oportunista do Latino???).

Isso é tão verdade que  até hoje reverenciamos as músicas (e os cantores/compositores) daquela época que, por sinal, nunca foram superados. A repressão era horrível, mas trazia uma inspiração danada e a busca de um jeito de burlar a censura acabava fazendo a imaginação dos músicos produzir coisas inimagináveis!

Bom, chega de papo furado e vai lá aproveitar, afinal TODOS JUNTOS SOMOS FORTES! #mudabrasil

Para OUVIR  !!!

Para COMPRAR  !!! Tem na Apple Store também!

Beijos e bons e pacíficos protestos!

A capa do LP original

A capa do LP original (confessa que você conhece!)

 

“Mas não, mas não / O sonho é meu e eu sonho que / Deve ter alamedas verdes / A cidade dos meus amores / E, quem dera, os moradores / E o prefeito e os varredores/ Fossem somente crianças…

Deve ter alamedas verdes/ A cidade dos meus amores / E, quem dera, os moradores / E o prefeito e os varredores / E os pintores e os vendedores Fossem somente crianças…”

Deixe um comentário

Arquivado em Brasil, Música, Musical