The Beatles, o desenho e como nossos pais, avós de nossos filhos, são de uma geração muito mais evoluída que a nossa!

Existe uma animação infantil que está fazendo o maior sucesso aqui em casa chama-se “Yellow Submarine” e é “estrelada” por John, Paul, George e Ringo! Foi lançada no longínquo ano de 1968 e ganhou uma reedição linda no ano passado com direito a adesivos, slides transparentes com o desenhos de nossos heróis e o livrinho cheio de depoimentos e histórias legais sobre o filme. Claro que a idéia de comprar esta animação para o Pedro não foi minha, afinal sou muita careta para isso e pertenço a uma geração tão politicamente correta que beira à burrice. Ele ganhou de uma pessoa que vem de uma geração bem mais culta e que embora nada politicamente correta, era muito menos preconceituosa que a nossa: a da minha mãe!

Esta animação vem agradando crianças e adultos há muitas gerações. A definição de John Lasseter no lançamento da versão DVD  de que “no seu coração, a animação é uma forma de arte para todas as idades” se aplica muito bem a esse filme. Aliás se aplica também ao próprio John, um artista que  cria de forma compulsiva animações que agradam crianças de todas as idades. É ele o responsável por muitos dos desenhos mais incríveis e queridos dos últimos tempos ( Toy Story, Vida de Inseto, Monstros S.A., Procurando Nemo, Os Incríveis, Ratatouille e WALL-E, entre outras maravilhas).

A história é a seguinte: Os Beatles concordam em acompanhar Captain Fred em seu Submarino Amarelo  até Pepperland, um paraíso situado a oitenta mil léguas submarinas, com a missão de libertar seu povo que se encontra dominado pelos Blue Meanies. Esses malvados querem acabar com o amor, a música e as cores daquele local imaginário. E, é claro, essa jornada é cheia de músicas incríveis do quarteto fantástico, ou melhor, fabuloso!

A história aproveita  músicas já existentes gravadas entre 1967 e 1968 e inclui 4 músicas especialmente compostas para as crianças.

Ainda, sobre o filme, John Lasseter acrescenta “visualmente falando, o filme capta, de forma perfeita a contracultura, o antibelicismo e o espírito psicodélico dos anos 1960”. Sim, o apelo visual é mega-ultra-master-blaster psicodélico e na primeira vez que vi o filme fiquei meio encucada se aquilo iria fazer bem para o Pedro, chegando a desconfiar que o próximo passo da minha mãe seria colocar LSD na mamadeira do guri! Rsrs

Pois é, como contei, foi a Vó do Pedro que introduziu o moço à beatlemania. Imagine a cena, o maridão e eu, num belo dia  fomos buscar nosso rebento que estava sob os cuidados da avó. Lá chegando testemunhamos uma cena inusitada:  Pedro, vovô e vovó vendo o desenho e dançando pela casa uma espécie de coreografia que  inventaram para Yellow Submarine e que consiste em uma marchinha que ficam  fazendo ao redor da mesa de centro da sala de estar, na frente da TV.

Num primeiro momento ficamos um pouco chocados ao deparar com esta “festa sessentista” do Pedro com os avós, mas não preciso dizer que em menos de meio minuto estávamos todos fazendo um “trenzinho” ao redor da mesa,  executando a marchinha e cantarolando Yellow Submarine! Eles também têm uma coreografia especial para Lucy in the Sky With Diamonds, mas a complexidade desta me impede de descrever com palavras (terei que postar um vídeo)!

Ainda, depois de ter dado o braço a torcer e ter visto mais dúzias de vezes o filme – aliás logo estarei chegando perto das 1000 vezes, um recorde digno de Guiness – vi o quão imbecil e atrasada boba eu estava sendo. Para as crianças todo aquele apelo visual é divertidíssimo, as melodias das músicas são fáceis (e lindas) e não tem nenhum estrago maior que a Chatinha Pintadinha já não tenha feito!  Versos como “A, B, C, D, can I bring my friends to tea?” não podem ser assim tão nocivos! E mesmo “Lucy in the Sky with Diamonds”para eles não significa nada além de “Lucy in the sky with diamonds”.

Então, me dei conta que essa nossa geração do politicamente correto está se deixando imbecilizar sem motivos. Deixamos nossos filhos ouvirem as versões “politicamente corretas” das músicas infantis nos detestáveis DVDs da Galinha Pintadinha 1, 2 e 3, com arranjos horríveis e desenhos idem (sinceramente, desenhos psicodélicos – e feios – são aqueles)! Isso sem contar a xata da Xuxa! Por outro lado, deixamos de resgatar  desenhos lindos, com músicas e melodias incríveis, que poderiam estar acrescentando cultura não apenas a nossos pequenos, mas também a nós mesmos.

O Pedro ama e nos ensinou a amar também  o sãmarine (como ele chama) e – salvo se você for um desses pais que acham que tem uma mensagem subliminar altamente nociva até no Scooby Doo – eu recomendo fortemente este desenho. É diversão certa para todas as gerações!

#ficadica

EXTRAS:

Com o relançamento do filme, em DVD, também foi lançado um e-book de Yellow Submarino com venda exclusiva e gratuita (!) pela Apple Store,

O "kit" completo

O “kit” completo

IMG_7205 IMG_7206 IMG_7208

Adesivos e lâminas para brincar com os heróis!

Adesivos e lâminas para brincar com os heróis!

IMG_7210IMG_7215IMG_7228IMG_7230IMG_7211 IMG_7213 IMG_7216IMG_7232 IMG_7229 IMG_7228 IMG_7230 IMG_7226

3 Comentários

Arquivado em Dica, Diversão, Filmes, Música, Musical

3 Respostas para “The Beatles, o desenho e como nossos pais, avós de nossos filhos, são de uma geração muito mais evoluída que a nossa!

  1. Sandra Martins da Rosa

    Querida Malu, adorei o Pedro fã dos Beatles! Outro dia vi o post no Fb, dele marchando na sala.🙂
    O Pedro, meu filho, também é fã e grande conhecedor dos Beatles e suas histórias. Aprendeu a gostar em casa, comigo, beatlemaníaca de carteirinha. Mas ele foi além, aprendeu todas as músicas, a tocar muitas delas e depois a história se inverteu: o que eu vivi nos anos 60, mais tarde ele leu nos livros, já como documento e me contava; aí fui eu que aprendi com ele. Foi uma vivência interessante.
    Beijos.
    Tia Sandra

  2. Ana Fer

    Que amorrrrrrr Malu! Enfim o post que tanto aguardávamos…Adorei a dica

  3. Perfeito! Não sei de onde tiraram que a tal de galinha pintadinha é o.ideal para os.ouvidos das pobres.crianças e, claro, suas mães. Eu acho fundamental oferecer conteúdo cultural de qualidade para os pequenos. No meu blog já falei da Arca de Noé, Palavra Cantada e o Pequeno Cidadão. Vou incluir o submarino amarelo para o meu Francisco também.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s