Arquivo do mês: dezembro 2011

Feliz 2012!!!

Muitas mudanças.  Algumas coisas continuam iguais. Continuo achando uma loucura imensa colocar um filho no mundo. Mas, viva nós os loucos!

Nós aqui em casa estamos muito felizes de ter decidido fazer esta loucura.

Agora chega 2012, cheio de promessas boas! Aqui em casa será o ano de início das aulas do Pedro, provavelmente também ele comece a falar algumas coisinhas, ensaiar largar as fraldas…

2011 está indo embora deixando boas lembranças. Foi o ano de ver o Pedro crescer espantosamente, de várias adaptações para nós e para ele, enfim, um ano marcado por muitas mudanças, inclusive de endereço para nós. Mudanças essas maravilhosas e pelas quais agradeço à Deus diariamente.

Dessas mudanças todas claro que a mater-pater-nidade foi a maior e mais significativa. E também a coisa mais emocionante de todos os tempos! Uma verdadeira loucura.

Bom, tenho que ir, mas não sem antes deixar uma mensagem de final de ano. Hoje re(vi) esta que é inspiradora e um pouco maluquinha, bem como está meu espírito hoje!

É de um comercial que marcou a volta do Steve Jobs à Apple:

“Here’s to the crazy ones. The misfits. The rebels. The troublemakers. The round pegs in the square holes. The ones who see things differently. They’re not fond of rules. And they have no respect for the status quo. You can quote them, disagree with them, glorify or vilify them. About the only thing you can’t do is ignore them. Because they change things. They push the human race forward. While some may see them as the crazy ones, we see genius. Because the people who are crazy enough to think they can change the world, are the ones who do. – Apple Inc.”

“Isto é para os loucos. Os desajustados. Os rebeldes. Os encreiqueiros. Os pinos redondos em buracos quadrados. Os que enxergam as coisas de um jeito diferente. Eles não gostam muito de regras. Eles não respeitam o status quo. Pode-se citá-los, discordar deles, exaltá-los ou difamá-los. A única coisa que não se pode fazer é ignorá-los. Porque eles mudam as coisas. Eles empurram a raça humana para frente. E, enquanto alguns o julgam loucos, nós os julgamos gênios. Porque as pessoas que são loucas o sufiente para achar que podem mudar o mundo… são as que mudam.”

UM ÓTIMO 2012 E QUE SEJA SEM MEDOS DE PENSAR DIFERENTE!!!

*** Toda essa campanha publicitária foi incrível, se você tem interesse vale a pena conferir em http://en.wikipedia.org/wiki/Think_Different

A Família Maluquinha

Deixe um comentário

Arquivado em Família

Trabalhando normal?

Não, não estou trabalhando normal, estou trabalhando fantasiada de She-Ra! Aliás combinamos lá no meu trabalho de irmos essa semana cada uma com sua fantasia predileta!

É óbvio que isto é uma brincadeira, mas é o que me dá vontade de responder quando ouço esta pergunta! Sim, porque todos os anos é a mesma coisa, as pessoas acham que não se trabalha “normal” nesta semana entre Natal e Ano Novo e acham isso principalmente das pessoas “jurídicas” como eu! Leia-se “jurídicas” nós os chatos que não contentes em se formar numa Faculdade de Direito, ainda por cima, exercemos esse labor tão fora de moda e duramente criticado em absolutamente TODAS as suas áreas!

Mas não estou aqui para reclamar,  escolhi e gosto muito do meu trabalho. Assim como escolhi e gosto muito de tirar férias depois do Carnaval há anos, o que me permite estar sempre aqui em Porto Alegre nesses feriados em que a cidade é um luxo!

Porto Alegre é demais, mas Porto Alegre sem filas é mais-que-demais!

Sim, as semanas do Carnaval e do Ano Novo são as duas semanas mais fantásticas que existem aqui! A cidade vazia, o trânsito fluindo, as pessoas mais tranqüilas, mais simpáticas. Muitas coisas não funcionam alguns argumentam, mas retruco: o que funciona, funciona muito bem! E a cidade desabitada é algo que eu – particularmente – adoro!

Claro que morro de inveja quando vejo as fotos das praias paradisíacas que meus amigos postam no “feice”, mas quando eu penso na gincana que a pessoa tem que passar para colocar o pézinho na areia nessa época do ano, enfrentando estradas lotadas ou aeroportos infernais, a inveja passa rapidinho!

Como uma boa chata que sou adoro viajar no contrafluxo e por isso nosso destino tradicional no Réveillon é Canela. Sim, lá eu descanso, acabo de ler os livros que eu comecei e não consegui acabar durante o ano (ou melhor, tento acabar, o que já é ótimo!) e, principalmente, jogo muita conversa fora com amigos queridos. Sim,  nós os chatos conseguimos reunir uma turma razoável com interesses comuns e simples, como acreditar que existe um mundo melhor e neste mundo não existem filas!

Pois é, esse é o meu clube, essa é a minha vida! E agora tenho que aproveitar, afinal já fui alertada (ameçada?) que o Pedro logo logo vai estar incomodando para ir para praia!

Eu quero uma casa no campo, onde eu possa compor muito rocks rurais... E tenha somente a certeza, dos amigos do peito e nada mais...

Deixe um comentário

Arquivado em Delícias de Porto Alegre

Natal

Quem não gosta de Natal é porque não conhece a Família Poliana!

Sim, porque na nossa família não tem escolha. Tem que gostar de Natal, afinal é a festa mais importante do ano, quando a gente consegue finalmente reunir todo mundo. Quer dizer, quase todos, porque meu irmão que mora fora nunca consegue vir, mas isso seria a perfeição e a perfeição – todos sabem – não existe!

O Natal da família-feliz sempre começa no início de novembro, pois não podemos ficar atrás dos shoppings! Mesmo quando morava sozinha, num mini-apê, em novembro já estava decorado para o Natal e logo adquiri uma “mini” árvore, porque Natal sem árvore e sem presépio não é Natal que se preze.

Montamos a nossa “decoração” natalina todos os anos, mesmo quando não passamos a data em Porto Alegre. No fundo morremos de medo de que se não esperarmos o Papai Noel com a casa enfeitada ele não nos trará presentes e – o pior – teremos azar até o próximo dezembro! Por isso jamais corremos o risco!

Sei que muitos essas horas não conseguem curtir a data, as vezes por problemas de família, por lembrarem as grandes perdas ou mesmo por não ter uma família com quem compartilhar. A essas pessoas eu lembro que sempre depende unicamente de nós e da forma como nós encaramos as situações o Natal ser bom ou ruim.

Por isso mesmo que não tenha sido o melhor ano para você, tente lembrar que existe um ano inteiro pela frente até o próximo Natal para corrigir e melhorar. E se este ano foi fantástico, é essa a hora de agradecer e comemorar.

Natal é a data perfeita para você compartilhar com a família e os amigos não apenas os desejos e pensamentos para o próximo ano, mas as lembranças dos momentos felizes passados juntos. E isso pode ser feito não apenas na Ceia, mas por meio de um cartão, um telefonema, um e-mail ou um “post”.

Aproveite que é sábado e ponha o seu coração em dia!

Desejo a todos um Feliz Natal!

O bebê berra, mas a bisá já está acostumada! Natal 2010

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Treinando para ter filhos – Seus problemas acabaram!

Hoje em Porto Alegre está um lindo domingo de sol. Dia perfeito para ir ao Grenal. E ganhar!

 

Para todos aqueles que estão planejando ter o primeiro filho ou o segundo ou mesmo o terceiro ou quarto e acham que ainda não estão suficientemente preparados eu sempre tenho uma mesma resposta: a gente nunca está!

Porém, eu estava enganada!

Hoje recebi um “Manual de Instruções” que treina qualquer um para ser pai/mãe em menos de uma semana!

Além de super prático, é hilário e por isso resolvi compartilhar !

Um ótimo domingo a todos e aos portoalegrenses um bom jogo!

 

TREINAMENTO ANTES DE TER FILHOS

Para todos aqueles que já tiveram filhos (para lembrar) e para os que pretendem ter (para se preparar bem).

O treinamento é grátis e deve ser feito por aqueles que pretendem ter filhos!!!!!!

Exercícios práticos para treinamento de futuros papais e mamães (o grau de dificuldade de cada exercício é equivalente a tratar de uma criança com 01 (um) ano de idade:

VESTINDO A ROUPINHA

Compre um polvo vivo de bom tamanho e vá colocando, sem machucar a criatura, nesta ordem: fraldas, macaquinho, blusinha, calça, sapatinhos, casaquinho e toquinha. Não é permitido amarrar nenhum dos membros.

Tempo de duração da tarefa: UMA MANHÃ.

COMENDO SOPINHA

Faça um buraquinho num melão, pendure o melão de lado no teto com um barbante comprido e balance-o vigorosamente. Agora tente enfiar a colherinha com a sopa no buraquinho. Continue até ter enfiado pelo menos a metade da sopa pelo buraquinho. Despeje a outra metade no seu colo. Não é permitido gritar. Limpe o melão, limpe o chão, limpe as paredes, limpe o teto, limpe os móveis à volta. Vá tomar um banho.

Tempo para a execução da tarefa: UMA TARDE.

PASSEANDO COM A CRIANÇA

Vá para a pracinha mais próxima. Agache-se e pegue uma bituca de cigarro. Atire fora a bituca, dizendo com firmeza: NÃO! Agache-se e pegue um palito de picolé sujo. Atire fora o palito, dizendo com firmeza: NÃO! Agache-se e pegue um papel de bala. Atire fora o papel de bala, dizendo com firmeza: NÃO! Agache-se e pegue uma barata morta, dizendo com firmeza: NÃO! Faça isso com todas as porcarias que encontrar no chão da pracinha.

Tempo para execução: O DIA INTEIRO.

PASSANDO A NOITE COM O BEBÊ PARA ACALMÁ-LO OU FAZÊ-LO DORMIR

Pegue um saco de arroz de 5 kg e passeie pela casa com ele no colo das 20 às 21 horas. Deite o saco de arroz. Às 22:00 pegue novamente o saco e passeie até às 02:00. Deite o saco e você. Levante às 02:15 e vá ver a Sessão Corujão porque não consegue mais pegar no sono. Deite às 03:00. Levante às 03:30, pegue o saco de arroz e passeie com ele até às 04:15. Deitem-se os dois (cuidado para não usar o saco de travesseiro). Levante às 06:00 e pratique o exercício de alimentar o melão. Não é permitido chorar perto do saco.

GERAL

Repita tudo o que você disser (frases ou palavras), pelo menos cinco vezes. Repita a palavra NÃO a cada 10 minutos, fazendo o gesto com o dedinho. Gaste uma pequena parcela do seu orçamento (90%) com leite em pó, fraldas, brinquedos, roupinhas. Passe semanas a fio sem transar, sem ir ao cinema, sem beber, sem sair com os amigos e adulando o saco, sorrindo e bincando com ele no colo…

Pronto…agora vc já deve estar pronto para ter filhos!!!!

A ORDEM DE NASCIMENTO DOS FILHOS

O 1º filho é de vidro…

O 2º é de borracha…

O 3º é de ferro…

O PLANEJAMENTO

O 1º filho é (em geral) desejado

O 2º é planejado

O 3º é escorregado…

O TRATAMENTO (PELA ORDEM DE NASCIMENTO DAS CRIANÇAS)

1º- Irmão mais velho têm um álbum de fotografia completo, um relato minucioso do dia que vieram ao mundo, fios de cabelo e dentes de leite guardados.

2º – O segundo mal consegue achar fotos do primeiro aniversário.

3º- Os terceiros, não fazem idéia das circunstâncias em que chegaram à família

O QUE VESTIR

1º bebê – Você começa a usar roupas de grávidas assim que o exame dá positivo.

2º bebê – Você usa as roupas normais o máximo que puder.

3º bebê – As roupas para grávidas são suas roupas normais, pq vc já deixou de ter um corpinho de sereia e passou a ter um de baleia.

PREPARAÇÃO PARA O NASCIMENTO

1º bebê – Você faz exercícios de respiração religiosamente.

2º bebê – Você não se preocupa com os exercícios de respiração, afinal lembra que, na última vez, eles não funcionaram.

3º bebê – Você pede para tomar a peridural no 8º mês pq se lembra que dói demais.

O ENXOVAL

1º bebê – Você lava as roupas que ganha para o bebê, arruma de acordo com as cores e dobra delicadamente dentro da gaveta.

2º bebê – Você vê se as roupas estão limpas e só descarta aquelas com manchas escuras.

3º bebê – Meninos podem usar rosa, né? Afinal o seu marido é liberal e tem certeza que o filho vai ser macho igual ao pai! (será que vai mesmo?)

AS PREOCUPAÇÕES

1º bebê – Ao menor resmungo do bebê, você corre para pegá-lo no colo.

2º bebê – Você pega o bebê no colo quando seus gritos ameaçam acordar o irmão mais velho..

3º bebê – Você ensina o mais velho a dar corda no móbile do berço ou manda o marido ir até o quarto das criança.

A CHUPETA

1º bebê – Se a chupeta cair no chão, você guarda até que possa chegar em casa e fervê-la..

2º bebê – Se a chupeta cair n o chão, você a lava com o suco do bebê.

3º bebê – Se a chupeta cair no chão, você passa na sua camiseta, dá uma lambida, passa na sua camisa desta vez para dar uma secadinha pra não pegar sapinho no nenê, e dá novamente ao bebê, pq o que não mata, fortalece (vitamina B, de Bicho, é claro!)

A TROCA DE FRALDAS

1º bebê – Você troca as fraldas a cada hora, mesmo se elas estiverem limpas.

2º bebê – Você troca as fraldas a cada duas ou três horas, se necessário.

3º bebê – Você tenta trocar a fralda somente quando as outras crianças começam a reclamar do mau cheiro.

O BANHO

1º bebê – A água é filtrada e fervida e sua temperatura medida por termômetro.

2º bebê – A água é da torneira ea temperatura é fresquinha.

3º bebê – É enfiado diretamente embaixo do chuveiro na temperatura que vier, pq vc, seu marido e seus pais foram criados assim, e ninguém morreu de frio.

AS ATIVIDADES

1º bebê – Você leva seu filho para as aulas de musica para bebês, teatro, contação de história, natação, judô, etc…

2º bebê – Você leva seu filho para a escola e olhe lá…

3º bebê – Você leva seu filho para o supermercado, padaria, manicure,eo seu marido que se vire para levá-lo à escola e ao campo de futebol…

AS SAÍDAS

1º bebê – A primeira vez que sai sem o seu filho, liga cinco vezes para casa da sua mãe (sua sogra não pode ficar com a criança pq na sua cabeça, ela nunca foi mãe), para saber se ele está bem.

2º bebê – Qu ando você está abrindo a porta para sair, lembra de deixar o número de telefone pra empregada.

3º bebê – Você manda a empregada ligar só se ver sangue.

EM CASA

1º bebê – Você passa boa parte do dia só olhando para o bebê.

2º bebê – Você passa um tempo olhando as crianças só para ter certeza que o mais velho não está apertando, mordendo, beliscando, batendo ou brincando de upermam com o bebê, amarrando uma sacola do carrefour no pescoço dele e jogando-o de cima do beliche.

3º bebê – Você passa todo o tempo se escondendo das crianças.

ENGOLINDO MOEDAS

1º bebê – Quando o primeiro filho engole uma moeda, você corre para o hospital e pede um raio-x.

2º bebê – Quando o segundo filho engole uma moeda, você fica de olho até ela sair.

3º bebê – Quando o terceiro filho engole uma moeda, você desconta da mesada dele.

2 Comentários

Arquivado em Hilário