Casa Nova

Estou de mudança, saí do Blogger e ‘migrei’ para o WordPress. Ainda estou ‘ajeitando’ a casa e aprendendo a usar as ferramentas do WordPress que, ao que tudo indica, são bem mais simples que as do Blogger! Claro que não fiz isso sozinha, contei com as dicas e com a paciência do amigo Alessandro, a quem agradeço de coração. Poucas pessoas tem a sorte de poder contar com a ajuda de um amigo que tem a experiência de mais de 10 anos no comando de uma das empresas de web design mais bacanas que existem. E eu tenho a sorte tripla de contar com a ajuda e amizade dos guris da W3Haus! Se com algumas dicas eles conseguiram fazer uma retardada em informática como eu ter um blog decente, imagina o que eles não podem fazer pela sua empresa!

É verdade, sou péssima nessas coisas de tecnologia, mas passo por ‘expert’ porque na minha área (direito) e na minha geração (sou de 1976!) usar bem as ferramentas do Word, pesquisar na Internet, ter a mínima (mínima mesmo) noção de Excel, uma conta no Facebook e outra no Twitter é considerado “superdescolado”.

Não tenho nenhuma vergonha de assumir que sou de uma geração que entrou no mercado de trabalho quando não existia a pergunta “você tem domínio das redes sociais?” simplesmente porque não existiam redes sociais. Mas não tenho “orgulho” disso. Pelo contrário, quero me atualizar e não me entrego! Hoje fiquei horas “fuçando” no computador para fazer a minha mudança e, como toda a mudança, deu uma trabalheira danada e bastante incomodação até as coisas se ajeitarem. Mas fiquei muito feliz com o resultado e com o processo em si, pois vi que não é impossível aprender não, mesmo um asno como eu e mesmo depois dos 35!

Ainda pretendo arrumar umas coisinhas, mas espero daqui para frente gastar menos tempo com a forma e cuidar do conteúdo. Preciso postar com mais frequência!

Tenho verdadeiro pânico de me tornar uma dessas pessoas que por medo de se adaptar à tecnologia e/ou a esses novos “métodos” de relacionamento social, simplesmente ignoram o Twitter e o Facebook, com a desculpa da falta de tempo, como se isso lhes fosse tirar o foco da família e do trabalho. É óbvio que ninguém é obrigado a gostar disso e é plenamente possível viver – e ser feliz – sem. Mas é cada vez mais raro.

Eu pessoalmento estou adorando poder viver numa época em que a informação é tão acessível, deixando tudo tão mais democrático e menos hipócrita. O mundo virtual não substitui o real – nem nunca jamais substituirá – mas o complementa muitíssimo bem!

Pedro auto-retratando-se para enviar a imagem para a Vovó!

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Uma resposta para “Casa Nova

  1. Diego Bento

    Ficou muito melhor
    Amo vc minha linda
    Diego

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s